Intolerância a Lactose: Sintomas

Intolerancia a lactose sintomas

Para quem tem intolerância à lactose qualquer alimento que contém lactose pode fazer mal, dentre os mais comuns, o leite de vaca. (Foto: Divulgação)

Existem problemas que podem nos afetar desde o nascimento, um dos mais comuns, enfrentados pelos pais que possuem filhos assim, é a Intolerância à Lactose, uma das doenças mais comum em crianças, vistas logo com pouco tempo de vida.

A Intolerância à lactose é a incapacidade parcial ou total de digerir a lactose, o açúcar do leite. A digestão se torna difícil, e a lactose chega inalterada ao intestino grosso, onde é fermentada por bactérias que fabricam gases e ácido lático. A deficiência ou ausência da enzima lactase, produzida no intestino delgado para decompor e absorver o açúcar é a causa da intolerância.

Para quem tem intolerância à lactose qualquer alimento que contém lactose pode fazer mal, como leite de vaca ou cabra, queijo branco, manteiga, margarina, requeijão, iogurte, pudim, bolo, creme de leite, leite condensado, biscoito ao leite, pão de leite, pizza de muçarela e a maioria dos adoçantes em pó.

Conheça os sintomas de intolerância a lactose

Sintomas de Intolerância a Lactose:

  • Náusea
  • Dor ou distensão abdominal
  • Gases
  • Irritação intestinal
  • Diarreia

Diu: Prós e Contras

DIU pros e contras

O DIU é um pequeno objeto de plástico que estimula a liberação de hormônios para evitar a gravidez. (Foto: Divulgação)

Algumas mulheres acabam tendo que lidar com gravidez indesejada por utilizar um método anticoncepcional de forma errada, ou por não ter conhecimento suficiente para se prevenir. Dentre todos os métodos, o DIU (Dispositivo Intra-Uterino) tem sido um dos mais procurados, mas quais são os prós e contras do DIU?

O DIU é um pequeno objeto de plástico que é inserido no interior do útero da mulher e que pode conter hormônios ou ser revestido de cobre, é usado como método para evitar a gravidez. A mulher pode ficar até dez anos sem trocá-lo, e a retirada pode ser feita assim que a paciente desejar ou tiver algum problema. Existem diversos modelos, e o mais usado é o em forma de T, com fios de cobre, que impedem o encontro dos espermatozoides com o óvulo.

Muitas mulheres acabam não optando pela colocação do DIU por não conhecer os seus benefícios, e algumas acabam tendo problemas após o uso do DIU. Por isso, separamos alguns prós e contras do DIU para você conhecer.

Conheça os prós e contras do Diu

Contras

  • Quem faz uso dele pode ter mais sangramento menstrual ou cólicas, mas esses efeitos não trazem problemas à saúde, a menos que a paciente tenha anemia severa.
  • Esse método não é indicado para mulheres que têm mais de um parceiro ou cujos parceiros tenham outras parceiras e não usam camisinha em todas as relações, pois, nesse caso, correm mais risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis (DST). Visto que esse método evita apenas a gravidez, e não as DST’s.

Prós

  • A fertilidade da mulher retorna logo após a retirada do DIU. Esse método é muito eficaz e não provoca aborto, porque atua antes da fecundação. A colocação do dispositivo no útero deve ser feita por um profissional de saúde treinado.
  • O DIU também evita endometriose, pólipos e miomas no útero. Sexo e esporte não deslocam o dispositivo, mas o próprio útero e as cólicas podem fazer isso em casos mais raros.

Obesidade Mórbida: O que é

Obesidade morbid

Alguns estão acima do peso, outros estão muito acima do peso, tão acima que colocam em risco a sua vida. (Foto: Divulgação)

Hoje em dia está cada vez mais difícil emagrecer, frente à muita tecnologia que acaba impedindo as pessoas de praticarem mais atividade física. A Obesidade Mórbida tem crescido e atingido cada vez mais pessoas, que nem imaginam que estão extremamente acima do peso.

Alguns estão acima do peso, outros estão muito acima do peso, tão acima que colocam em risco a sua vida. A partir do momento que uma obesidade mórbida é diagnosticada em alguém, o seu corpo já sofre com sinais de cansaço maior, sobrecarga cardíaca e pulmonar, entre outros problemas, que podem levar ao infarto e a outras doenças que afetem diretamente o coração.

Muitos acabam não tendo orientação médica e permanecem com obesidade mórbida, sem ter acompanhamento específico. Isso acontece porque muitas pessoas nem se quer sabem o que é a obesidade mórbida. Para isso, nós iremos definir para você esse problema que é um dos mais comuns hoje em dia.

Saiba o que é obesidade mórbida

A Obesidade mórbida ocorre quando o peso de uma pessoa ultrapassa o valor 40 no índice de massa corporal – (IMC). De acordo com o “National Institutes of Health (NIH)” – Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, um aumento de 20% ou mais acima de seu peso corporal ideal significa que o excesso de peso tornou-se um risco para a saúde.

Tratamento Ortomolecular: Benefícios

Tratamento ortomolecular

O tratamento Ortomolecular, parte de técnicas que avaliam alterações metabólicas do organismo. (Foto: Divulgação)

A saúde em primeiro lugar sempre, e para mantê-la bem, é preciso sempre estar por dentro dos diversos tratamentos que surgem a cada dia. Um dos tratamentos mais alternativos que chama bastante atenção pelos seus métodos, é o Tratamento Ortomolecular.

O tratamento Ortomolecular, parte de técnicas que avaliam alterações metabólicas do organismo. As opções de tratamento na medicina ortomolecular vão desde a mudança do estilo de vida e de hábitos dietéticos, até o uso de diagnósticos complementares e medicamentos convencionais, cuja aposta está na capacidade de o organismo corrigir as sua deficiências.

Para quem ainda não conhece sobre esse tratamento, confira mais detalhes e fique por dentro desse assunto tão falado, mas pouco analisado a fundo.

Conheça os benefícios do tratamento ortomolecular

Todas as pessoas que desejam prevenir doenças podem se beneficiar da medicina ortomolecular, especialmente as que já sentem os sintomas de desgaste orgânico, mas somente depois que forem descartadas outras doenças que também podem dar origem a esses sintomas.

A medicina ortomolecular fornece ao organismo nutrientes anti-radicais livres ou substâncias que facilitam no combate aos mesmos. Respiramos ar contaminado por poluentes, nossa água é contaminada com minerais, recebemos radiação o tempo todo. Todos esses fatores produzem radicais livres.

Furunculo: Como Evitar

Furunculo

Furúnculo é um problema sério e é mais comum do que parece. Saiba evitar. (Foto: Divulgação)

Alguns problemas podem nos atrapalhar socialmente e diminuir nossa auto estima. Isso acontece, pois alguns problemas que são mais aparentes acabam causando constrangimento. Mas, pior que isso, é sentir dor e sofrer com algo que se enquadre nas características citadas até agora, é o caso do Furúnculo.

O furúnculo é uma infecção dos folículos pilosos da pele que resulta numa pequena coleção de pus e de tecido necrosado (morto). Em casos mais graves, o furúnculo pode desenvolver-se em abscessos. Pode ocorrer em qualquer região da pele, mas tem preferência pelo pescoço, face, axilas, nádegas e virilhas, regiões de maior sudorese e fricção.

Furúnculo é um problema sério que incomoda e que deixa qualquer um com a auto estima baixa. Então, saiba como evitar esse problema que é mais comum do que parece.

Como evitar furúnculo

Não há muito o que fazer para evitar os furúnculos, mas pode-se evitar que eles se espalhem e ocasionem complicações:

  • Usar antibiótico para tratar os furúnculos existentes, sempre que o médico achar adequado o seu uso.
  • Ter bons hábitos de higiene ajudam a manter o corpo sem furúnculo.
  • Fazer constante limpeza da pele com substâncias antissépticas ao redor de um furúnculo.
  • Lavar as mãos após lidar com as lesões. De preferência, usar luvas plásticas.
  • Usar sempre toalhas limpas, renovando-as com frequência.
  • Trocar pelo menos semanalmente as roupas de cama e diariamente as roupas íntimas.
  • Não esprema os furúnculos, porque isso pode fazer com que as bactérias se disseminem pela corrente sanguínea. Especial cuidado deve ser observado com furúnculos localizados no rosto, cujo material infectado é drenado para vasos do cérebro, podendo gerar complicações graves.