Criança amamentada no seio tem menos risco de usar aparelho

Amamentação aparelho
O aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento da articulação temporomandibular (ATM), dos maxilares e da mordida da criança. (Foto: Divulgação)

Muitas pessoas não sabem, mas o não aleitamento materno pode contribuir para o aparecimento de diversos problemas, entre eles o uso de aparelho. É isso mesmo! Uma criança amamentada no seio tem menos risco de usar aparelho.

Embora pareça besteira, não é. O aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento da articulação temporomandibular (ATM), dos maxilares e da mordida da criança. Para sugar o peito da mãe, o bebê realiza entre 2000 e 3500 movimentos de mandíbula. Com o uso da mamadeira, ocorrem apenas de 1500 a 2000 movimentos.

Além de prevenir esse problema tão comum, o aleitamento materno também previne milhares de problemas que afetam crianças em relação a um bom funcionamento do organismo, em sua imunidade e outras propriedades do corpo.

Criança amamentada no seio tem menos risco de usar aparelho

Uma criança que é amamentada exclusivamente no peito, sem uso de chupeta e mamadeira durante os seis primeiros meses de vida e, ao ser introduzida a alimentação complementar, usa apenas o copo para tomar líquidos, teve o estímulo ideal para o crescimento da face. “Essa criança só precisará usar aparelho caso haja outras interferências ou uma herança genética que levem a mal posicionamento dentais, por exemplo”, afirma Rosana Possobon, coordenadora do Centro de Pesquisa e Atendimento Odontológico para Pacientes Especiais (Cepae) da Faculdade de Odontologia da Unicamp.

“Essa criança só precisará usar aparelho caso haja outras interferências ou uma herança genética que levem a mal posicionamento dentais, por exemplo”, afirma ela.

A amamentação natural também exercita os músculos da língua, pelo movimento de ordenha que a criança faz para extrair o leite. Este movimento auxilia o fortalecimento adequado deste órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *