HIdrobike: reduz a celulite e deixa o corpo em forma

Hidrobike a mais nova opção de esporte aquático para quem quer perder peso, reduzir celulite, melhorar o condicionamento físico ou simplesmente se movimentar, mas não pode sobrecarregar as articulações. Em uma bicicleta especial, a aula é executada em cima de cinco posições, que trabalham principalmente glúteos e pernas e, em menor proporção, a barriga.

Inventada pelos italianos, a modalidade hidrobike é uma forma de andar de bicicleta dentra d’agua, foi apresentada em 2001 na conferência anual de exercícios aquáticos da Aquatic Exercise Association (AEA), na Flórida, nos Estados Unidos, e veio para o Brasil (São Paulo) em 2002. E agora, ela está se expandindo pelo restante do País.

De acordo com a professora de Educação Física e instrutora de hidrobike Laura Haensel, o gasto calórico médio de uma aula de 45 minutos é de cerca de 500 calorias. E para ter um resultado satisfatório são necessários três meses de aula. Segundo ela, a hidrobike ajuda na redução da celulite e nas dores nas pernas causadas por varizes. Como não há sobrecarga, não há impacto, então pode até ser feito por quem tem problemas no joelho.

Alimentação anti-celulite

diga nao a celulite

As partes do corpo mais afetadas pela celulite:Coxa, costas, barriga, interior dos joelhos e braços. De acordo com a idade, são estes os pontos onde as celulites mais atacam as mulheres. A anti-estética “pele de laranja” tem dez inimigos:

Sucos
Para limpar seu sistema digestivo e eliminar as toxinas, faça uma purificação com sucos vegetais, tome meio litro antes de cada refeição. Alguns dos vegetais mais indicados são: aipo, maçã e espinafre. Outra opção para sua jornada da purificação consiste em ingerir somente frutas, hortaliças ou verduras da estação.

Verduras
Além de prevenir a anemia, as verduras, hortaliças e alimentos ricos em ferro devem estar presentes em sua mesa porque a carência deste mineral favorece o surgimento de celulites. Consulte seu médico sobre a possibilidade de tomar um suplemento alimentar.

Sal grosso
Reduza o consumo de sódio, que não está presente apenas no sal de mesa, ele também é encontrado em produtos embutidos e pré-cozidos. Em vez de sal refinado, que favorece a retenção de líquidos, use o sal grosso, que contém dezenas de minerais e proporciona mais sabor em menor quantidade. Prefira usar temperos vegetais para dar sabor aos alimentos.

chá
A sálvia e o chá verde são plantas medicinais eficazes para eliminar os líquidos e as toxinas. Outras ervas medicinais que ajudam a eliminar a celulite são a menta e o espinho branco.

Controle o peso
Ainda que uma dieta com baixas calorias ajude a combater a celulite, este problema também atinge as mulheres magras. Tanto as dietas ricas em gorduras, que contribuem para a obesidade, como os regimes com muitas restrições, aceleram o surgimento de celulites.

Hidrate-se em abundância
Tome ao menos dois litros de líquidos por dia: deles, oito copos de água, entre comidas, sucos, sopas, bebidas light, exceto álcool. A hidratação facilita o trabalho dos rins, a purificação orgânica, a circulação, a eliminação de líquidos, e ajuda, ainda, na digestão dos alimentos.

Alimento natural
Os alimentos fritos, enlatados, processados ou refinados, com aditivos, conservantes, corantes ou substâncias artificiais, além de dificultar a digestão e conter alta quantidade de açúcares e gorduras, aumentam o acumulo de toxinas. Os alimentos crus, cozidos ao vapor, biológicos e integrais, se digerem e se assimilam melhor, possuem mais nutrientes e menos compostos tóxicos.

fibras
As comidas ricas em fibras vegetais são mais úmidas, o que facilita sua movimentação no intestino e conseqüentemente, sua eliminação. As frutas, verduras, legumes e cereais são as melhores fontes naturais deste composto que também pode ser encontrado em suplementos.

Potássio
Este mineral, que trabalha em conjunto com o sódio para regular a quantidade de água presente no organismo e o delicado mecanismo que determina sua distribuição, é um dos suplementos mais prescritos pelos médicos. Sua ausência no organismo, além de promover a acne e a pele seca, altera o equilíbrio hídrico. Você o encontra nas frutas, hortaliças cruas, bananas e berinjelas.

Escolha as formas de cozimento mais saudáveis
Para as carnes e pescados, use a grelha, ferva ou cozinhe ao forno. As verduras, sempre que possível, coma-as cruas. Os ovos devem ser passados por água ou em omeletes, evite fritá-los.

Como manter a pele livre de cravos e oleosidade

A pele exige cuidados diários, principalmente o rosto. Como os homens costumam ter a pele mais oleosa que as mulheres e têm que fazer a barba com freqüência, é preciso ter uma atenção especial para evitar pêlos encravados, excesso de oleosidade e cravos. Para isso, cuidados básicos evitam problemas e deixam a pele em dia.

O rosto deve ser bem lavado diariamente com um sabonete e higienizada com um tônico.

A grande sacada, que ajuda na hora de fazer a barba, é esfoliar a pele. De acordo com a esteticista, a esfoliação semanal evita o encravamento dos pêlos, promove uma renovação celular, controla a oleosidade e ajuda a prevenir cravos e espinhas.

Confira dois tipos de esfoliante que a nutricionista Thaís Trindade ensina:

Esfoliante de açúcar:
Para fazer o esfoliante misture uma colher de sopa de açúcar cristal com uma de mel. Em seguida passe no rosto com movimentos circulares leves e retire com bastante água em seguida.

Esse esfoliante de açúcar e mel é ideal para peles com muitos cravos, mas não é recomendável para peles sensíveis – pode ocasionar vermelhidão – ou muito oleosas.

Esfoliante de aveia:
Misture duas colheres de sopa de aveia em flocos com duas de mel. Passe em todo o rosto e faça movimentos circulares. Em seguida, retire o esfoliante com água.

O esfoliante de aveia é mais suave e, por isso, indicado para peles mais sensíveis. Além disso, a aveia promove a nutrição da pele.

Depois da esfoliação ou dos cuidados diários, Thaís recomenda o uso de um hidratante com filtro solar. “Como a pele dos homens são mais oleosas, é melhor optar por hidratantes em gel”, sugere.
Dica: Faça a esfoliação uma vez por semana com movimentos circulares leves, lave o rosto com sabonete, tônico e use hidratante com filtro solar diariamente, isso evita o ressecamento da pele e facilita o barbear.

Alimentação: modo simples de combater a TPM

Estima-se que 30% das mulheres tem sintomas típicos da tensão pré-menstrual(TPM), segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia. Pode ser dor nas pernas, inchaço, dor de cabeça, dor nos seios ou irritação – ou combinando mais de um dos vários sintomas detectados.

Quase todos os sintomas da TPM têm alguma relação com nutrientes da nossa alimentação, que podem estar sendo consumidos em excesso ou escassez. Bastam alguns ajustes para que os benefícios apareçam, priorizando a ingestão de alguns e evitando a de outros.

Segundo nutricionistas, nervosismo, irritabilidade, depressão e crises de choro comuns nesse período são causados pelas baixas de cálcio e vitamina B6 no organismo, geralmente dez dias antes da menstruação. Ao invés de gastar fortunas com medicamentos, o melhor mesmo é optar por alimentos simples.

O cálcio é comum no leite, iogurte, queijo, sorvete, devendo-se preferir as versões desnatadas e menos gordurosas. Salmão, vegetais verdes folhosos e tofu também são ricos nesses nutrientes.

Também temos carne, grãos integrais, banana, batata, lentilha e levedo de cerveja como fontes naturais de vitamina B6. Não só no chocolate, o magnésio pode ser encontrado como também em vegetais verdes, abacaxi, manga e milho. “Além desses, os alimentos ricos em fibras, como as frutas, legumes e verduras em geral, podem auxiliar na eliminação das fezes e do estrogênio.

Outros nutrientes indicados são os ácidos graxos essenciais (linoleicos, gamalinoleico e araquidônico) encontrados no óleo de prímula e o ginkgo biloba, cujo extrato é utilizado como suplemento para reduzir inchaços. A ingestão de água, chás de ervas e alimentos diuréticos (como melancia, melão, alcachofra, entre outros) também é altamente recomendável para diminuir sensação de peso e edemas.

O ideal é consumir estes alimentos o mês todo, mas se não for possível, iniciar o consumo por volta de 15 a 10 dias antes da menstruação.